Lisbon & Estoril Film Festival

Filmes

Filmes Restaurados - Preservar a Memória do Cinema

Ficha técnica:

Realizador: Marco Ferreri
Argumento: Rafael Azcona, Marco Ferreri
Fotografia: Aldo Tonti
Produtora: Compagnia Cinematografica Champion

Break-Up

Um filme de Marco Ferreri

Voltar
Mario (Marcello Mastroianni), dono de uma fábrica de doces em Milão, está prestes a casar-se com a sua bela noiva Giovanna (Catherine Spaak). Seguindo uma visita por um representante publicitário de balões, Mario gradualmente torna-se obcecado em saber exactamente quão longe se pode encher um balão antes de rebentar. A sua procura pela resposta leva-o a uma festa de balões extasiante e sem regras. Giovanna rapidamente se aborrece com a sua atitude.
  • Elenco:

    Marcello Mastroianni, Catherine Spaak, Ugo Tognazzi, William Berger
  • Título original:

    L'uomo dei Cinque Palloni
  • País:

    Itália
  • Ano:

    1965
  • 85'

Ficha técnica:

Realizador: Marco Ferreri
Argumento: Rafael Azcona, Marco Ferreri
Fotografia: Aldo Tonti
Produtora: Compagnia Cinematografica Champion

Horários

Centro Cultural Olga Cadaval Auditório Jorge Sampaio

Cópia Restaurada
Legendado em inglês
COMPRAR  

Realizador

Marco Ferreri

Realizador italiano, Marco Ferreri (Milão, 1928-1997) começou por realizar anúncios publicitários e esteve envolvido nas filmagens de Cronaca di un Amore (1950) de Michelangelo Antonioni. Foi co-fundador da revista de cinema Documento Mensile, que contou com colaboradores célebres como Alberto Moravia, Luchino Visconti e Vittorio de Sica. Até 1958, dedicar-se-á à revista, articulando-a com a produção de filmes de baixo orçamento. Até 1968, muitos dos filmes de Ferreri foram afetados pela censura. Contudo, o seu primeiro sucesso de bilheteira interno foi o filme de acção Dillinger È Morto (1969). Ferreri procurou então impor aos seus filmes uma forte carga filosófica, conseguindo-o admiravelmente em Liza (1972) uma sátira protagonizada por Catherine Deneuve e Marcello Mastroianni. Mas o filme que lhe trouxe reconhecimento internacional foi La Grande Bouffe (A Grande Farra, 1973), uma crítica acérrima e escandalosa à sociedade de consumo.
Este website usa Cookies. Ao navegar neste website está a concordar com a nossa Política de Cookies.