Lisbon & Estoril Film Festival

Arquivos

Edição 2016

Júri

Stanislas Merhar - Actor

Stanislas Merhar

Voltar
Stanislas Merhar é um actor francês, nascido em 1971. Depois de estudar piano durante cinco anos na École Normale de Musique de Paris, Stanislas Merhar começou a trabalhar a técnica do douramento da madeira.

Em 1997, sobressaiu num casting organizado por Anne Fontaine para Nettoyage à sec e a cineasta ofereceu-lhe um papel no filme. A sua prestação, ao lado de Miou-Miou e de Charles Berling, valeu-lhe um prémio César de melhor jovem promessa de 1998. No mesmo ano, integra um prestigiado elenco composto por Gérard Depardieu, Ornella Muti, Jean Rochefort e Pierre Arditi, na série televisiva O Conde de Monte-Cristo, de Josée Dayan, uma realizadora com quem trabalhará de novo em 2001, no filme Zaïde, un petit air de vengeance.

Apreciador de cinema de autor, o actor que sonha ser dirigido por Maurice Pialat participa, em vez disso, em filmes de Manoel de Oliveira (A Carta, 1999), Jean-Claude Brisseau (Les savates du bon Dieu, 2000) e de Chantal Akerman (A Captiva, 2000).

Protagonista de Furia, de Alexandre Aja, filma também em Itália, para Pupi Avati (I cavalieri che fecero l'impresa, 2001) e para Fabio Carpi (Nobel, 2001). De regresso a França, interpreta o papel de Adolphe (2002) de Benoît Jacquot, e participa em dois filmes de Michel Deville: Un monde presque paisible e Un fil à la patte.

Depois de algumas colaborações com jovens realizadores, como Andrew Litvack, Jean-Henri Roger, Dominique Lienhard, Valérie Mréjen e Bertrand Schefer, Stanislas volta a trabalhar com Chantal Akerman, em 2011, como protagonista de A Loucura de Almayer. Recentemente, desempenhou um dos papéis principais no filme de Philippe Garrel, À Sombra das Mulheres (2015).

Restantes Elementos do Júri

Este website usa Cookies. Ao navegar neste website está a concordar com a nossa Política de Cookies.