Lisbon & Estoril Film Festival

Notícias

JONATHAN DEMME: Um cinema com “something wild”

Voltar
O cineasta, produtor e argumentista americano Jonathan Demme, deixou-nos hoje. O seu cinema foi sempre marcado por uma grande liberdade, um something wild que lhe permitia abordar diversos géneros, escamotear rótulos e circular entre o ‘mainstream’ e o cinema independente. Foi convidado do Lisbon & Sintra Film Festival em 2015, que o homenageou e exibiu uma retrospectiva composta por 19 dos seus filmes.  

Da ficção ao documentário e à música, passando pela televisão e publicidade, Demme deixou sempre nos seus trabalhos as marcas da sua inventividade. Dos inícios com Roger Corman e a série B – de que nunca esqueceu as raízes – aos projectos mais recentes, guardou sempre uma irreverência e independência de espírito que lhe permitiram contar as histórias que mais o interessavam, sempre com um carinho enorme pelas personagens / pessoas que filmava e sempre com uma grande consciência de comunidade. Filmou a música e os músicos como ninguém o tinha feito antes e deixou também aí um legado impressionante, que influenciou e continuará a influenciar gerações.  

O entusiasmo e o amor pelo cinema de Jonathan Demme eram infinitos e contagiosos. No LEFFEST’15 pudemos ser testemunhas disso. Aqui ficam dois exemplos: a apresentação de Made in Texas (com Louis Black) e de Much Loved, filme de Nabil Ayouch (na companhia deste).

A LUTA CONTINUA.
Este website usa Cookies. Ao navegar neste website está a concordar com a nossa Política de Cookies.