Lisbon & Estoril Film Festival

Convidados

Jerzy Skolimowski - Realizador e Actor

Jerzy Skolimowski

Voltar
Nascido em Lódz, na Polónia, Jerzy Skolimowski reuniu os seus talentos multifacetados – como cineasta, argumentista, poeta, dramaturgo, pintor e actor – numa filmografia plena de criação visual e narrativa.

É a figura de proa da Nova Vaga do cinema polaco nascida anos 60, e um dos nomes mais importantes da modernidade cinematográfica, com um trajecto dividido entre a Polónia (o conjunto de filmes iniciais – Rysopsis, Walkover e Bariera, após colaborações com Wajda e Polanski, e os filmes que fez depois de um interregno de quase duas décadas, em que se dedicou à pintura – Quatro Noites com Anna, Essential Killing, 11 Minutos e EO) e uma itinerância artística por vários países e produções (Bélgica, Checoslováquia, Itália, Alemanha, Inglaterra e Estados Unidos). Pelo seu gesto artístico perpassa uma capacidade visionária invulgar de captar os seres humanos face ao seu tempo e às suas circunstâncias.

Com mais de 20 filmes no seu currículo, o realizador polaco conta com vários prémios atribuídos nos mais importantes festivais de cinema: o Urso de Ouro no Festival de Berlim pelo filme Le Départ (1967), o Grande Prémio do Júri no Festival de Cannes por O Uivo (1978), o Prémio de Melhor Argumento no Festival de Cannes por Moonlighting (1982), protagonizado por Jeremy Irons.

Em 2008, ano que marca o seu regresso à realização, Skolimowski apresentou Quatro Noites com Anna, produzido por Paulo Branco, na Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes. Em 2011, com Essential Killing, protagonizado por Vincent Gallo, venceu o Grande Prémio do Júri no Festival de Veneza.

O cinema de Skolimovski continua a ser moderno, renovando-se em permanência, com um equilíbrio frágil mas sem concessões, imprevisível, irónico e mordaz.

O seu mais recente filme, EO (2022), foi Prémio do Júri no Festival de Cannes de 2022. Faz parte da seleção oficial do LEFFEST, onde o cineasta regressa depois de, em 2015, ter arrebatado o Prémio Melhor Filme Jaeger-Lecoultre, com 11 Minutos, e de em 2016 ter integrado o júri e ter sido homenageado com a exibição integral da sua obra.

Restantes Convidados desta Edição

Este website usa Cookies. Ao navegar neste website está a concordar com a nossa Política de Cookies.