Lisbon & Estoril Film Festival

Filmes

Sessões Especiais - Sessões Especiais

Prémios:

Festival de Cinema de Locarno - Leopardo para Melhor Realização

Ficha técnica:

Realizador: Andrzej Żulawski
Argumento: Andrzej Żulawski
Director de Fotografia: André Szankowski AIP-AFC
Produção: Paulo Branco

Cosmos

Um filme de Andrzej Zulawski

Voltar
Witold acaba de chumbar nos exames de Direito, e Fuchs abandonou recentemente o seu emprego numa Casa de Alta Costura parisiense. Ambos vão passar alguns dias no campo e decidem alojar-se numa residencial familiar. São recebidos por um pardal enforcado num cordel na floresta. Depois, um pedaço de madeira preso da mesma forma, uma série de estranhos sinais na parede, no jardim e no bosque. Poderá o próximo enforcado ser humano?
  • Elenco:

    Sabine Azéma, Jean-François Balmer, Jonathan Genet, Victoria Guerra
  • País:

    França, Portugal
  • Ano:

    2015
  • 103 min Legendas PT

Prémios:

Festival de Cinema de Locarno - Leopardo para Melhor Realização

Ficha técnica:

Realizador: Andrzej Żulawski
Argumento: Andrzej Żulawski
Director de Fotografia: André Szankowski AIP-AFC
Produção: Paulo Branco

Horários

Espaço Nimas

Apresentado por Victoria Guerra

Realizador

Andrzej Zulawski

Tendo escrito e realizado todos os seus filmes, Andrzej Zulawski tem criado obras cheias de performances magnéticas, combinando paixões destrutivas, maniqueísmo violento e lirismo. É particularmente aclamado pelo seu talento em realização mas também em direcção de actores, e trabalhou com Romy Schneider, Sophie Marceau, Isabelle Adjani, Francis Huster, Jacques Dutronc, Guillaume Canet, Lambert Wilson ou Valerie Kaprisky, entre muitos outros.

Estreou-se como realizador em 1967, com uma média-metragem intitulado Piesn triumfujacej milosci, e  a sua primeira longa-metragem, Trzecia czesc nocy (1971), foi amplamente aclamada e ganhou muitos prémios internacionais. À medida que a carreira de Zulawski foi crescendo, teve problemas com o regime soviético, com um filme seu, Diabel (1972), censurado. É conhecido por filmes como A Raiva do Amor (1985), inspirado em O Idiota de Dostoievski, As Minhas Noites São Mais Belas que os Vossos Dias (1989), adaptado do best-seller de Raphaële Billetdoux, ou A Fidelidade (2000), livremente inspirado em  A Princesa de Clèves de Madame de La Fayette e produzido por Paulo Branco.
Este website usa Cookies. Ao navegar neste website está a concordar com a nossa Política de Cookies.