Lisbon & Estoril Film Festival

Filmes

Ciclos Temáticos - Romper as Grades: A cultura como espaço de liberdade e a resistência nas prisões

Festivais e Prémios:

BAFTA Awards 2009 - Prémio Carl Foreman Award for the Most Promising Newcomer
Festival de Cannes 2008 - Prémio FIPRESCI e do Golden Camera
Festival de Veneza 2008 - Prémio Gucci

Ficha técnica:

Argumento: Steve Mcqueen, Enda Walsh
Produção: Laura Hastings-Smith, Robin Gutch
Director de Fotografia: Sean Bobbitt

Fome

Um filme de Steve McQueen

Voltar
Em 1981, Bobby Sands, um jovem de 27 anos do Exército Republicano Irlandês, encarcerado na prisão Maze, na Irlanda do Norte, entra em greve de fome para protestar contra a recusa, por parte do governo Britânico, em reconhecer os membros do IRA capturados como presos políticos. À medida que McQueen revela os últimos dias da vida de Bobby na prisão, testemunhamos o que um homem está disposto a sofrer para fazer com que a sua voz seja ouvida.

Vencedor de prémios nos festivais de Veneza, de Cannes e nos BAFTA, Fome é uma obra única e complexa sobre os princípios humanos: “Em Fome, não há noções simplistas de herói ou mártir ou ‘vítima’. A minha intenção é provocar um debate no público, e desafiar a nossa própria moralidade através do cinema”, afirmou Steve McQueen a propósito do filme.
  • Elenco:

    Michael Fassbender, Liam Cunningham, Stuart Graham, Laine Megaw
  • Título original:

    Hunger
  • País:

    Reino Unido, Irlanda
  • Ano:

    2008
  • 96' EN, IR, Legendas: PT

Festivais e Prémios:

BAFTA Awards 2009 - Prémio Carl Foreman Award for the Most Promising Newcomer
Festival de Cannes 2008 - Prémio FIPRESCI e do Golden Camera
Festival de Veneza 2008 - Prémio Gucci

Ficha técnica:

Argumento: Steve Mcqueen, Enda Walsh
Produção: Laura Hastings-Smith, Robin Gutch
Director de Fotografia: Sean Bobbitt

Horários

Centro Cultural Olga Cadaval Auditório Acácio Barreiros

Conversa com Michael Fassbender
6€

Realizador

Steve McQueen

Steve McQueen (Londres, 1969) é realizador, argumentista e artista. Após estudar Arte em Londres, entrou na Escola das Artes Tisch da Universidade de Nova Iorque. Entretanto, começou a realizar curtas como Bear (1993) e Exodus (1997). Como artista visual, McQueen expôs em  espaços consagrados como o Guggenheim ou a Tate Gallery, e ganhou o Prémio Turner em 1999. A sua primeira longa-metragem, Fome (2008), ganhou inúmeros prémios e foi aplaudida nos mais diversos festivais de cinema.

Desde então, realizou filmes como Vergonha (2011), elogiado internacionalmente, e 12 Anos Escravo (2013), que lhe mereceu três Óscares da Academia, incluindo o de Melhor Filme. Mais recentemente, McQueen realizou Viúvas (2018) e as minisséries Small Axe (2020) e Uprising (2021).
Este website usa Cookies. Ao navegar neste website está a concordar com a nossa Política de Cookies.