Lisbon & Estoril Film Festival

Filmes

Homenagens e Retrospectivas - L.A. Rebellion

Ficha técnica:

Argumento: Tom Musca, Monona Wali
Produção: Monona Wali
Director de Fotografia: Amy C. Halpern

Grey Area

Um filme de Monona Wali

Voltar
O filme acompanha uma repórter televisiva afro-americana na sua dualidade profissional, ao precisar de comprometer os seus princípios políticos para manter o seu trabalho no seio corporativo - algo que se torna claro quando ela tem de registar e filmar momentos numa prisão, sob a pressão e os preconceitos dos seus chefes brancos. Simultaneamente, um membro do partido Black Panther sai da prisão para se aperceber que os antigos colegas haviam virado as costas ao movimento, e a sede do movimento está inutilizável.

Grey Area refere-se, precisamente, aos espaços de compromisso necessários numa sociedade branca. Lançado em 1980 - num momento pós-revolução de Watts, e pós-dissolução do movimento Black Panthers - o filme regista este desvanecimento dos movimentos e contribuições sócio-políticas na comunidade negra de Los Angeles, e nos Estados Unidos.no seu todo.
  • Elenco:

    Haskell V. Anderson III, Eve Holloway, Lance E. Nichols, Sy Richardson
  • Título original:

    Grey Area
  • País:

    Estados Unidos da América
  • Ano:

    1981
  • 38' EN, Legendas: PT

Ficha técnica:

Argumento: Tom Musca, Monona Wali
Produção: Monona Wali
Director de Fotografia: Amy C. Halpern

Horários

Centro Cultural Olga Cadaval Auditório Acácio Barreiros

Com apresentação dos curadores
6€

Realizador

Monona Wali

Monona Wali é uma premiada novelista e autora de contos, realizadora, educadora e argumentista de documentários de origem indiana, nascida em Benares, em 1955. 

Enquanto estudante de mestrado na Escola de Teatro, Cinema e Televisão da UCLA - Universidade da Califórnia, conquistou o prémio Lynn Weston Memorial. O filme, que constituiu a sua tese, Grey Area (1983), foi exibido em múltiplos festivais a nível mundial, e distribuído pela Black Filmmaker Foundation. Wali co-realizou ainda Maria’s Story (1990), um documentário sobre uma das líderes de uma guerrilha na guerra civil de Salvador, e que venceu o prémio Blue Ribbon Edward R. Murrow no American Film Festival, entre outros.

Wali vive desde então em Los Angeles, onde tem ensinado escrita criativa, e é voluntária na InsideOut, uma organização que oferece oficinas de escrita criativa a jovens reclusos. Alguns dos seus contos estão publicados na imprensa internacional e a sua primeira novela, Blue Skin Lover, sobre o acordar espiritual de uma mulher adulta ambiciosa.
Este website usa Cookies. Ao navegar neste website está a concordar com a nossa Política de Cookies.