Lisbon & Estoril Film Festival

Filmes

Ciclos Temáticos - Sou Culpado?

Festivais e Prémios:

Festival de Locarno 1968 
Festival de Toronto 1968

Ficha técnica:

Argumento: Jules Dassin, Ruby Dee, Julian Mayfiel, adaptação literária de O Informador de Liam O´Flaherty
Produção: Jules Dassin, Jim Di Gangi
Director de Fotografia: Boris Kaufman

Uptight

Um filme de Jules Dassin

Voltar
A ação de Uptight (1968) decorre em Cleveland, Ohio, durante os protestos civis que tiveram lugar após a morte de Martin Luther King. Um grupo de revolucionários negros lidera os manifestantes e está a preparar um arsenal de armas para a guerra racial que estava prester a acontecer. No meio de todo o caos são traídos por um dos membros do seu próprio grupo.

Uptight é, de certa forma, a história de Judas (Tank) e a exploração do seu sentimento de culpa. Se a culpa é a traição dos seus próprios desejos, qual deles traiu? O desejo por uma revolução e transformação social? Ou o desejo de ser amado e aceite pelos próprios irmãos e irmãs? 

Inicialmente pensado para ser uma adaptação moderna do clássico realizado por John Ford, The Informer (1935), Dassin decidiu mudar a narrativa da cidade de Dublin para a cidade norte-americana. Um verdadeiro clássico do Arthouse e do cinema de activismo, Uptight resultou de uma marcante colaboração entre Jules Dassin e a activista e actriz Ruby Dee.
  • Elenco:

    Raymond St. Jacques, Ruby Dee, Julian Mayfield, Janet MacLachlan, Roscoe Lee Browne
  • Título original:

    Uptight
  • País:

    Estados Unidos da América
  • Ano:

    1968
  • 113' EN

Festivais e Prémios:

Festival de Locarno 1968 
Festival de Toronto 1968

Ficha técnica:

Argumento: Jules Dassin, Ruby Dee, Julian Mayfiel, adaptação literária de O Informador de Liam O´Flaherty
Produção: Jules Dassin, Jim Di Gangi
Director de Fotografia: Boris Kaufman

Horários

Cinema Medeia Nimas

Com apresentação dos curadores
6€

Realizador

Jules Dassin

Jules Dassin nasceu a 19 de Dezembro de 1911, no estado do Connecticut, nos Estados Unidos; e morreu em Atenas, na Grécia, a 31 de Março de 2008. Nascido numa família de origem humilde, começou por trabalhar como actor de teatro e só ingressou verdadeiramente no cinema no início dos anos 40, começando por realizar curtas-metragens. 

A sua carreira como realizador de destaque solidificou-se nos anos 50  com os sucessos Night and the City (1950), Rififi (1955) ou Celui Qui Doit Mourir (1957). 

Apesar do reconhecimento pelo seu trabalho de qualidade, foi, em 1952, incluído na lista de comunistas de Hollywood e perseguido pelo movimento de perseguição de McCarthy a artistas, políticos e empresários. Foi obrigado a exilar-se em Atenas e passou a sua carreira a fazer filmes em diversos países europeus.
Este website usa Cookies. Ao navegar neste website está a concordar com a nossa Política de Cookies.