Lisbon & Estoril Film Festival

Secções

Ciclos Temáticos

Looking for Homeland

Voltar
Curadoria de Alexey Artamonov, Denis Ruzaev e Ines Branco Lopez

Nascido da tensão entre o "eu" e a sociedade, a proximidade e a distância, a utopia e a realidade, homeland é o lugar e o momento em que o indivíduo se enraíza no centro da terra, sem por isso perder a sua identidade. Homeland aproxima-se da materialização do próprio conceito de ser, anunciando um “eu” que está certo da sua pertença a si mesmo e ao universo.

Mas a história, como sabemos, é feita de infinitos exemplos de instrumentalização política do significado de homeland, postos ao serviço de inúmeras hecatombes. Reduzido a uma definição rígida, o conceito é, pois, usado como ferramenta de segregação, exclusão e discriminação. O sentido patriótico de homeland torna-se o pior inimigo do seu significado ontológico.

Esse conflito insolúvel entre a pureza ontológica e o potencial de exploração do conceito reflecte a natureza paradoxal de um termo com múltiplos significados. Mas é esta mesma complexidade que faz dele o objecto perfeito para o cinema, ele próprio um paradoxo tecnológico e ontológico. É, por isso, sensato que nos proponhamos a postular e analisar as relações entre cinema e a ideia de homeland, a reflectir sobre o que acontece quando o aparato ideológico e poético destas duas forças converge. De que forma pode o cinema revelar a natureza problemática da noção de homeland? E o que é que a carga simbólica deste conceito nos pode dizer acerca da complexidade da arte cinematográfica? Acreditando que a dialéctica entre um tema e um meio dá origem a um potencial profundamente revolucionário para examinar a natureza de ambos, o ciclo temático "Looking for Homeland" destaca algumas das raras obras que realizam esse potencial.

Filmes a exibir:
L’Ordre de Jean-Daniel Pollet (1973, França)
A Casa é Negra de Forough Farrokhzad (1963, Irão)
Black Mother de Khalik Allah (2018, EUA)
Der Funktionär de Andreas Goldstein (2018, Alemanha)
Diálogos de Exilados de Raúl Ruiz (1975, Chile, França)  
No Home Movie de Chantal Akerman (2015, França, Bélgica)
Tales from the Hunsrück Village de Edgar Reitz (1981, Alemanha)
The Emperor’s Naked Army Marches On de Kazuo Hara (1987, Japão)
Tender's Heat. Wild, Wild Beach de Alexander Rastorguev  (2005, Rússia, Alemanha)
Tu e Eu de Larisa Shepitko (1971, Rússia)
Nou Voix, Maxime Jean-Baptiste (2018, França, Guiana Francesa)
The Island of St. Matthews, Kevin Jerome Everson (2013, EUA)
Soleil Ô, Med Hondo (1970, França, Mauritânia)
Monangambe, Sarah Maldoror (1969, Argélia)
À Bissau, Carnaval, Sarah Maldoror (1980, Guiné-Bissau)
Fogo, Lîle de feu, Sarah Maldoror (1979, Cabo Verde)
We Began by Measuring Distance, Basma Alsharif (2009, Palestine)


Trailer

Filmes - Looking for Homeland

Este website usa Cookies. Ao navegar neste website está a concordar com a nossa Política de Cookies.